Será que nos devemos meter nas brigas dos nossos filhos? vídeo incluído

1.6.17
A segunda semana do Desafio Berra-me Baixo, que está a ser transmitido em direto, e semanalmente, no Instagram e no Youtube, calhou no dia dos irmãos. E é verdade para alguns de nós, os conflitos entre os nossos filhos são difíceis de gerir. Como é que dois irmãos se podem dar sistematicamente mal ou terem tanta dificuldade em gerirem as suas discussões ou divergências? Porque insistem em pegarem-se, para nossos descontentamento e frustração?
Isso acontece porque nenhum relação está isenta de conflito, muito menos a dos irmãos.

A questão faz sentido - será que nos devemos meter nas brigas dos nossos filhos? Se ainda não viste, dá um salto ao vídeo abaixo para saberes um pouco mais e continua a ler. Aproveita para subscrever o canal de youtube.



A resposta é clara: não nos devemos meter nas brigas dos miúdos.
É verdade que quando vamos ter com eles e gritamos, é possível que tenhamos a sensação que a discussão acabou logo ali. Mas muito possivelmente vai recomeçar logo a seguir. E isso quer dizer que aquele conflito não terminou, só fez uma pausa. Na verdade, a resolução do conflito estava longe de ser conseguida. E isso é algo que não vamos querer - é fundamental que possamos ajudar os miúdos a resolverem os seus conflitos, aproveitando todas as ocasiões para o efeito.

Por outro lado, quando nos metemos, a criança vai querer convencer-nos que a culpa não é dela. Que não fez o que fez de propósito e o irmão vai tentar convencer-nos do contrário. Enquanto nos mantivermos ali, vamos continuar a alimentar um conflito e vamos sentir-nos tentados a tomar partido. E isso é algo que vamos querer evitar quando se tratar dos nossos filhos.

Por isso o ideal é pedirmos que eles se resolvam entre eles.

Mas sim, há alturas que temos de lá ir. Quais são esses momentos? Quando se estão a agredir e não conseguem parar sozinhos. E agressão também é agressão verbal. Aí sim, devemos parar a situação e mais à frente conversar sobre o assunto.

De resto, temos de ser capazes de promover um ambiente mais sereno, com menos conflito e com momentos em que os dois possam ter experiências positivas na relação. Só assim poderão ser mais flexíveis um com o outro.

Vamos ter um workshop sobre este tema, na 3ª Feira, dia 13 de Julho, no Porto. Anda daí, se queres saber mais sobre esta e muitas outras estratégias! Inscrições aqui


Todos os direitos reservados.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share